quinta-feira, 26 de outubro de 2017

tardes

Cheios de saudades minhas, certo? Podem ser justos e verdadeiros (podem nada, estou só a fingir que sou fofinho). É pah, ando tão cansado (não sei do quê, para ser honesto) que não me apetece fazer nada. É pah, também é verdade que eu "nasci assim, sou assim" preguiçoso, mas tenho lá culpa de me terem colocado esse defeito no ADN? Não. Não tenho. Sou simplesmente uma vítima da natureza. Um ostracizado. Uma consequência da sociedade. Mas verdade seja dita, com o diabo no corpo. Que o diga a minha mãe. E a minha avó. 

Durante estes últimos dias, tenho gravado nas notas do telemóvel ("cêlulá" para os nossos amigos brasileiros), montes de ideias para publicações que acho geniais, mas depois acabo para deixar para depois, e o depois nunca mais chega. Mas as más-línguas (o meu irmão por exemplo) vão dizer que eu começo sempre as coisas e nunca as acabo. É M-E-N-T-I-R-A! Bom, é uma verdade mais ou menos. Mas quem é que acaba tudo o que começa? Vá, digam-me lá. Vá, digam-me N-O-M-E-S! Vá, aproveitem para me diminuir que hoje estou bem disposto (estou nada, estou só a fingir que sou fofinho).  

E o que pretendo com esta publicação? Olha, nada. Mas estou em pulgas para que chegue o fim-de-semana e ir laurear a pevide. Sim, é verdade, gasto todo o meu dinheiro em viagens. Portanto aquele senhor lá do Eurogrupo, que dizia que os gajos do sul da Europa gastavam o dinheiro todo em copos e mulheres... bom, como dizer isto... É M-E-N-T-I-R-A! E se o gastasse nesses moldes seria, obviamente, com homens. Mas se nem para mim chega, quanto mais para dar aos outros. Ah e cortei o cabelo hoje. Bom, cortar é uma figura de estilo para quem está a ficar careca. Dei uma "aparadela". E se ser velho é ficar assim, então não quero brincar mais a esta coisa de fazer anos.  


Acho que o café da tarde me deixou um bocado eléctrico.*


*E se fosse um Eléctrico, seria o 15 que vai para Belém.   



Sem comentários:

Enviar um comentário

Este blogue não é uma democracia e eu sou um ditador'zinho... pelo que não garanto que o comentário seja publicado. Mas quem não arrisca...