terça-feira, 28 de julho de 2015

notícias

Uma notícia que vai alegrar muita gente: 


[excepto nos grupos católicos e mórmons]

Wowwwwwwwwww!


 É o fim do mundo.

pacotes

 Hoje trouxe as minhas calças novas, cor de menta que comprei na Zara em saldos e que fazem o milagre de mostrar que afinal afinal, parece que tenho um pacote. Como ninguém me elogiava as ditas tive que fazer com que reparem no óbvio. E depois de me "olharem com olhos de ver", lá me disseram que as calças eram giras, tinham um corte giro, uma cor gira e um tecido diferente. Como ainda não estava satisfeito ainda perguntei (ou provoquei?): "e não me ficam bem no rabo?". Pronto. Lá me elogiaram o rabo e passados uns minutos já tenho as minhas colegas todas a levantarem-me a camisa, a darem-me palmadas no dito e a comentarem entre elas "realmente aquelas calças ficam-lhe mesmo bem no rabo". Estavam neste disparate quando se houve uma voz do fundo da sala. Era a colega religiosa que estava a reclamar "pois, onde já se viu isto, só as casadas é que lhe mexem no rabo. Se ainda fossem as solteiras..." Como ela é solteira e antes que se levantasse da secretária com ideias, disse-lhe logo:

 - Pois. As solteiras para mexer aqui têm de pagar. 


 É como diz o povo... "quem tem cu tem medo". E hoje finamente tenho cu. E tive medo (LOL). 

desafio abdominais

Como consequência do desafio de abdominais que tenho vindo a promover por aqui, o Anfitrião de Lisboa mandou-me este artigo do Observador (que já começo a detestar por ser um veículo noticioso tão extremista e pouco isento). Para quem quiser um treino mais completo já sabe, pode seguir essas dicas. Giro, giro era o "tal" Rafael Coutinho desenhar um treino desafio aqui para a malta toda. Quer dizer, não precisa de ser o Rafael pode ser outra pessoa qualquer. Pronto, vá, eu lanço o repto: 

 Tu, personal trainer, que lês este blogue, e se criasses um desafio para o blogosfera? Hum? Isso é que era de valor.

blogue de esquerda

 Considerando as próximas eleições legislativas de Outubro próximo em Portugal, e não esquecendo os ataques da direita parlamentar durante a legislatura aos "direitos" lgbt (que no fundo não são direitos, mas sim uma questão de igualdade plena de todos os cidadãos), julgo que não existe margem de manobra para grandes aventuras. São nestas situações (de eleições) que temos de escolher quem está connosco (porque que não o tiver, está contra nós) e perceber que uma nova maioria de direita trará consigo um maior retrocesso civilizacional. Isto é, não existe o garante que as coisas que actualmente se encontram legisladas (como por exemplo o casamento entre pessoas do mesmo sexo) não voltem a ser alteradas para outra coisa difusa (veja-se o que fizeram na questão da interrupção da gravidez), obrigando quiçá, a que homens e mulheres que queiram casar com homens e mulheres, respectivamente, se vejam obrigados a "consultas" prévias para aferir se efectivamente são gays, lésbicas, etc, levando também nessas sessões, com uma dose de catolicismo, da definição pecado e de procriação. Portanto dia 4 de Outubro não temos outra outra hipótese, a não ser votar em partidos de esquerda. E eu assumo isso. E assumo também, que este blogue é sem dúvida: um "blogue de esquerda".

Fonte: Namorado

cookies

Mas porque é que o blogger tem que estar sempre a inventar... Fónix.


E na minha terra cookies são bolachas e eu aqui não alimento ninguém.

Fonte: Blogger

desafio abdominais

Como sou um porreiro, quando acabar o desafio trago um esquema para fazermos todos em conjunto, como se fôssemos uma equipa de natação sincronizada. Toca a ir comprar os tótós cor-de-rosa para colocar no cabelo s.f.f. e os fatos de banho iguais aos da imagem para ficarmos todos gémeos. 

Fonte: aqui.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

desafio abdominais dia 22

Quatro minutos e meio meus senhores. Quatro minutos e meio. Consegui colocar mais 30 segundos em cima. Estou feliz comigo (LOL) e os anjos já podem clamar ao Senhor! E agora vou papar a minha magnífica ceia que estive a preparar e que podem ver aqui

justificações

 Tenho andando um bocadito afastado da blogosfera por nenhum motivo em especial. Ou melhor, estou a dar-vos descanso que isto de publicar em rajada cansa a beleza a qualquer um. Portanto, estou a tentar ficar mais comedido e prometo trazer um mês de férias a este blogue. Falta pouco (precisamente 27 dias), por isso tenham lá calma.

análises

 Sim é verdade. Sou um bocadinho convencido e com a mania. Ou melhor, sou teimoso com a mania que sabe tudo. Convencido nem por isso.

abandonos

 Dizem que a Assunção Esteves vai abandonar a política activa. Já vai tarde. Mas obrigado na mesma por tudo aquilo que poderia ter feito e não fez. Principalmente por não ter tomado uma posição na adopção e co-adopção por casais do mesmo sexo. Houvesse uma gaylândia e faria de tudo para não metesse lá os pés.  

apeteceu

 Nunca mais vou de férias, estou aborrecido e Portugal prepara-se para parar no mês de Agosto (já esteve em preparação no mês de Julho). Ah e a tão badalada festa da SIC no Algarve foi tão parola que meteu dó. Até as festas em Sitges ou de Barcelona, do gay circuit ganhavam àquela bimbalhada. 

desafio abdominais dia 21

Custou-me imenso pah! Quatro minutos e acho que este vai ser o meu limite!

sábado, 25 de julho de 2015

desafio abdominais dia 20

4 minutos!
[mas ia quebrando aos 3m30s]

paciência

A sério Cláudio???? Estás vestido dessa forma

sérgio monteiro

 O Anfitrião sabendo que gosto, mandou-me a foto do Sérgio Monteiro que aparece na capa do Expresso (suponho que deste fim-de-semana). Obrigado rapaz. Vamos elevar a "coisa"? Agora uma foto do senhor em calções ou nu, boa?

Fonte: Expresso

ibiza - as praias

 Hoje não fiz rigorosamente nada. Quer dizer, dormi, comi e vi filmes. Estava a precisar de um sábado assim de "internamento" enquanto não chegam as férias. Tenho acompanhado com alguma inveja este período de não se "fazer a ponta" da malta, pelo Facebook e custa-me um bocado pensar que ainda me falta mais de um mês. Assim dos destinos mais engraçados e que me fizeram ter alguma saudade do passado, vi que uma colega minha de curso anda por Ibiza. Depois de vencer um cancro da mama, ela merece. Aliás, se há sítio melhor para espairecer e que seja perto, para mim, sem dúvida que é Ibiza. Isto é, para quem gosta de sol, praia, água morna, gente diferente (e gira!), de ambiente cosmopolita, de cidade e de campo, de festas, daquele engate ligeiro (e do mais hardcore também) e de viver. 

sexta-feira, 24 de julho de 2015

desafio abdominais dia 19

 Hoje oficialmente era dia de descanso. Mas ainda assim e como hoje só comi porcaria resolvi fazer 4 minutos. Já doem as costas e fazer o exercício em condições já custa um bocado. MAS ESTÁ FEITO.

Atenção: não é por fazer este desafio, que os abdominais ficam lindos e maravilhosos, e ficamos com um 6 pack digno de capa de revista. Se não fizerem exercícios de cardio não há milagres para ninguém. Ah e uma dieta é 90% de um corpo.


Aqui está o "original" que andava pelo facebook. Eu adaptei um bocadinho ao meu gosto - aumentei os minutos de prancha (maldita a hora!!!!).

e-mail's

Nota mental: não mandar e-mails de trabalho irónicos a outros colegas, de outros serviços, porque as chefes deles podem não gostar e telefonar à nossa chefia a fazer queixinhas. 

quartos escuros

 Estávamos a almoçar na copa e a conversa resvalou, como já vem sendo hábito, para "os gays" - esse povo que habita lá longe num arco-íris, que veste cor de rosa, que cria pequenos póneis e ursinhos carinhos, e que passa a vida no ginásio, na praia ou em discotecas. A meio da conversa, uma colega (que tem 50 anos) diz:

 - Oh pah fiquei tão mal impressionada com o livro que li. A sério. Nunca pensei que nas discotecas dos gays* tivessem quartos escuros e que fizessem aquelas coisas bizarras. Um bocado nojento. 

*embora parecesse pelo discurso dela que cada gay tem uma discoteca, eu não sou dono de nenhuma, ok?


Depois, vem outra (que tem 30) e acrescenta:

 - Sim é verdade. Essas discotecas, bares e esses sítios* são todos muito estranhos e eles fazem lá coisas que não lembram ao diabo.

*circos? Parques urbanos? Becos obscuros?

A sério? Alguém ainda pensa assim em 2015?

estado islâmico

"Foi em janeiro que o autodenominado Estado Islâmico (Daesh) começou a pôr na internet vídeos de homens a serem atirados de prédios. No repertório já bastante diverso da sua criatividade assassina, aquela forma de execução tem uma mensagem específica: serve como demonstração última do ódio votado aos homossexuais. A mensagem é reforçada pelas circunstâncias que normalmente acompanham a cena. No solo onde a vítima cai costuma estar uma multidão que aplaude o ato e, se necessário - isto é, caso a vítima ainda esteja viva -, conclui a tarefa utilizando pedras.

(...)

Identificado apenas como Taim, com o rosto desfocado e falando através da voz de outra pessoa para proteger a sua identidade, é um estudante médico de 24 anos. Filho de um homem profundamente religioso que se depreende ter um certo estatuto na comunidade, percebeu que era gay por volta dos catorze anos. Como achava moralmente errado, assim que entrou para a universidade decidiu tratar-se. Mas a terapeuta deu-lhe um conselho bem-intencionado que se revelaria trágico: que ele procurasse apoio junto dos amigos.

(...)

Taim tinha amigos cristãos e um outro jovem chamado Omar começou a criticá-lo. As discussões explodiram em confronto e a certa altura alguém disse a Omar para não ser demasiado duro com Taim, pois ele andava em tratamento. Tratamento para quê? Assim que Omar foi informado, a vida de Taim mudou. Primeiro foi atacado a caminho de casa. Omar e dois amigos deitaram-no ao chão e raparam-lhe o cabelo, prometendo fazer pior a seguir. Ele esteve algum tempo sem ir à universidade, mas quando voltou teve outra discussão com Omar - dessa vez sobre se os cristãos deviam pagar tributo aos muçulmanos, como o Daesh exige - e foi selvaticamente agredido na casa de banho.

Já não havia retorno. Omar acabou por aderir ao Daesh e instou Taim a acompanhá-lo, como prova de arrependimento. Taim recusou e pouco depois apareceram em sua casa recrutas do Daesh a exigir aos pais que o entregassem, pois era um infiel e homossexual. O pai disse que ia investigar o assunto e no dia seguinte daria a resposta. Chegou ao pé da família e começou aos gritos, prometendo ao filho que ele próprio o entregaria, com gosto, se aquilo que diziam dele fosse verdade. Taim ficou extremamente confuso, mas a sua mãe compreendeu logo o que tinha de ser feito.

(...)"

Notícia aqui.