sexta-feira, 20 de outubro de 2017

atitudes

Admito que algumas pessoas não gostem de mim. Percebo que algumas pessoas não pensem da mesma forma que eu, ou que defendam coisas diferentes. Entendo que algumas pessoas achem que sou reaccionário, ou que seja demasiado utópico. Consigo até perdoar, algumas abordagens mais ríspidas. Mas não consigo aceitar que algumas pessoas rebaixem, humilhem ou faltem ao respeito só porque sim. Se eu não faço isso aos outros, não posso permitir que o façam comigo - principalmente pessoas que não me conhecem verdadeiramente, ou de lado nenhum. Se sou um gajo de esquerda, e tenho amigas do "peito" militantes do PCP e do CDS/PP, se tenho um namorado "direitolas", se tenho primas PSD, uma mãe mais PS e um pai mais PCP, e consigo conviver na diferença, não posso permitir que terceiros façam abordagens a "pé juntos" só porque se acham donos da verdade. Ou isso, ou porque têm uma beringela enfiada no c*. 

4 comentários:

  1. ||||
    Concordo.
    ...mas é difícil conviver ( exteriormente ) com gente que nem o sabor da terra sabe.

    ResponderEliminar
  2. Deixa lá. Ultimamente, até já fui acusado de ser de extrema-direita por não me indignar com a destituição da Dilma e por exaltar o império português. As pessoas são muito intolerantes. E muitas só se dão bem com quem pensa igual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mark'zinho, eu tenho um grande poder de encaixe LOL :P

      Eliminar

Este blogue não é uma democracia e eu sou um ditador'zinho... pelo que não garanto que o comentário seja publicado. Mas quem não arrisca...