domingo, 28 de maio de 2017

versailles

Versailles (no título original) é uma série que estou a acompanhar de momento, e como gosto muito de História e de produtos televisivos que vertam tempos passados, estou deliciado. A estética da "coisa", o Rei Francês pobre de bom (perdão, o actor que interpreta essa personagem), a intriga do guião e o facto de me sentir estimulado para ir buscar livros de história, fazem com que dê pontuação máxima a Versailles. Ok, ter uma parte do elenco gay, também é motivo para gostar desta série, embora reconheça que se tal não existisse, não iria ficar desiludido. 

Créditos: Série Franco/canadiana "Versailles"


Sobre a parte das cenas de nudez que têm chocado meio mundo, não acho nada de mais. É sexo. É vida. E no contexto da corte do Rei Luís XIV faz todo o sentido. Não sei, parece-me um acrescento natural ao guião e sem esses momentos, a história ficaria incompleta e talvez o produto final soasse a falso. 

Nisto tudo só tenho um reparo a fazer: os gays deviam ser mais engraçadinhos. Aquele Filipe de Lorena não me encaixa. Mas também não é a mim que tem de encaixar, né?

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu estou a ver aqui em Portugal no canal público de televisão. Pelo menos passa alguma coisa de jeito kkkk

      Eliminar

Podem comentar, que eu deixo. Vale tudo, menos ofender. Ok? E estar vivo é o contrário de estar morto - Lili Forever.