quarta-feira, 31 de maio de 2017

manhãs

Tenho mau acordar. Ou melhor, não gosto muito de acordar (porque adoro dormir) e funciono muito melhor da parte da tarde, e pela noite dentro, do que no período da manhã.  Por isso, quando me arrasto para o ginásio de madrugada, levo sempre uma cara de mono que não esboça um sorriso, sou um bocado antipático a roçar o mal-educado e odeio pessoas cheias de energia. Aliás, a essa estirpe de pessoas só me apetece pegar-lhes na cabeça, e bater com a dita numa parede até jorrar sangue. Demasiado gráfico? Não se queixem, vocês vêm e gostam do Walking Dead.

Por isso não é de estranhar que odeio que berrem ou falem alto de manhã. E O-D-E-I-O que uma bicha ranhosa ande a correr pelo ginásio, atrás das amigas das aulas de grupo, para lhes dar com uma toalha nas fuças. Não tenho nada contra agressões no ginásio a macacas estúpidas que me roubam as máquinas e ficam mais de 45 minutos em cada uma (by the way, ó loira e amiga morena, qualquer dia levam com um peso na tromba. E não. Não te quero comer, o meu olhar é de ódio porque estás a ocupar-me espaço mais a tua trupe), mas acho que podia fazer isso nos balneários. Não tenho que estar a levar com as vossas correrias à minha frente, e o som da toalha a bater-vos na cara com toda a força no mundo, incomoda-me. É muito barulho para uma manhã. Ah façam isso nos balneários, mas desde que eu não esteja por lá. Ahh, e já agora que estamos nos "discos pedidos", também não tenho que levar com os vossos berros a lavar a pilinha de manhã, e a convidar uns e outros, para vos lavar as costas. Se querem brincar os gays, brinquem, mas não à minha frente. Eu continuo desconfiado que os vossos comentários homofóbicos são o recalque de alguma coisa. Verdade. Não sou uma pessoa fácil. Todo eu sou o incómodo em pessoa. Se ao menos fossem giros, até conseguia tolerar, mas não, tudo o que é mau'zinho concentra-se ali. Eu acho que é um castigo divino porque não fui tirar um café à minha colega Maria. 



Já deu para perceber que ainda não acordei, não deu? Bom, vou comer um iogurte. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Podem comentar, que eu deixo. Vale tudo, menos ofender. Ok? E estar vivo é o contrário de estar morto - Lili Forever.