domingo, 7 de maio de 2017

constatações

Os domingos, além dos almoços de família e das 1200 kcal extra, também servem para fazer balanços. Por isso, é que acho este dia o-mais-deprimente-da-semana e odeio domingos. Também odeio as manhãs de segunda-feira, e as tardes de terça, mas isso agora não interessa agora. Escrevia eu, que aos domingos por vezes fazemos balanços, sendo que hoje pensei nos amigos gays que tenho. Falo dos mais próximos, obviamente. Daqueles a quem posso ligar, ou mandar mensagem, se precisar de alguma coisa.

Comecei a pensar, e percebi que um deles, desde que arranjou namorado, raramente o vejo (o namorado não gosta de mim, pelo que percebi), outro mudou-se para o Funchal, outro para Londres e outro para Berlim. Assim, dos amigos mais próximos, a maioria debandou e começo a pensar que sou um factor de incentivo à emigração. Tudo bem que houve um que regressou a Portugal o ano passado, mas ainda o vejo menos do que quando estava em Espanha - portanto mais valia ter ficado por lá. 

Enfim. Tenho é que me focar nos pontos positivos da "coisa". Ao menos quando quiser ir passear a Londres ou a Berlim, já tenho onde ficar. 

6 comentários:

Podem comentar, que eu deixo. Vale tudo, menos ofender. Ok? E estar vivo é o contrário de estar morto - Lili Forever.