quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

regressos

O chato das férias é mesmo a conta final. Principalmente quando gastámos mais do que tínhamos inicialmente pensado. Uma pessoa tem a mania que é rica e depois é isto. Anda na penúria. Chora sobre o leite derramado. Não há por aí nenhuma alma que me queira pagar as férias? Sei lá, paga-se tanta coisa, a tanta gente, que seria apenas mais um. Mais um não, porque seria mais um, mas em bom. Em genial. Em engraçadinho, vá. Já pensei em prostituir-me, mas já tenho 36 anos, estou acabadissímo, ainda estou na fase da engorda (já vou nos 72kg, by the way) e portanto parece-me que não teria muito sucesso. É que nem massagens sei fazer - embora as minhas colegas do trabalho insistam em que lhes passe as mãos'zinhas pelo pêlo.  

4 comentários:

Podem comentar, que eu deixo. Vale tudo, menos ofender. Ok? E estar vivo é o contrário de estar morto - Lili Forever.